• facebook
  • instagram
  • youTube
  • email

mais de cinco anos olhando o céu todos os dias - sobre o projeto

o                              acredita que pequenos atos tem poder para transformar nossos dias e que podem fazer a diferença, mostrando que existe muito mais beleza ao nosso redor do que, às vezes, reparamos. o projeto busca humanizar a cidade através do pôr do sol, um acontecimento diário que traz vida para as ruas e que tem potencial para mudar nossa relação com o lugar em que vivemos, além de tornar nosso dia a dia mais leve e colorido.

 

hoje em dia, não é difícil se sentir preso no meio da correria. e, por causa disso, muitas vezes acabamos não prestando atenção no que existe a nossa volta. o pôr do sol é algo que quebra a rotina, porque apesar de acontecer todos os dias, é totalmente mutável e único — o céu está mudando a cada segundo, mesmo nos dias cinzas. essas mudanças acabam sendo, também, pequenos lembretes de como as coisas são efêmeras.

outra maneira de tentar mudar nossa relação com a cidade é espalhar o céu pelos muros em forma de  lambe-lambe. é um jeito de mostrar a cidade diferente do que estamos acostumados a ver, deixando pelo caminho aquilo que acontece nas entrelinhas da cidade. o projeto acontece na rua e levar de volta as fotografias do entardecer para os muros é um modo de tentar transformá-los através da arte, chamando atenção para algo que está disponível para todos e que   acontece diariamente.

 

por falar em intervenção urbana, foi desenvolvida uma parede de 5,30 x 3,80 m na Universidade do Papel, onde um lambe de 532 folhas foi todo pensado, produzido e colado em apenas uma semana. uma experiência incrível que     possibilitou a criação de um lambe-lambe de grande escala, além do desenvolvimento de novos tamanhos para levar para as ruas, a fim de gerar maior impacto e visibilidade.

 

além disso, a partir das fotografias dos pôres do sol são desenvolvidas peças artesanais, como bordados, cadernos e os próprios lambe-lambes. tudo isso numa busca por desacelerar o ritmo em que vivemos e tornar as relações mais   humanas e pessoais, propondo um novo jeito de olhar, viver e sentir a cidade e o que ela pode oferecer.

até hoje, foram realizadas duas exposições com o                             . a primeira delas ocorreu em 2015, na PhD Galeria, uma loja/galeria localizada no Centro de São Paulo. durante mais de três meses, todas as fotos do pôr do sol ficaram expostas até o projeto completar 1000 dias olhando o céu todos os dias. a partir dessa parceria com a PhD, foram criadas camisetas e bolsas de tiragem única com as fotos do entardecer. a segunda exposição aconteceu na Leaf em 2016, onde as fotos ficaram expostas por mais de dois meses. com a Leaf também foi desenvolvida uma série especial, na qual as fotos do pôr do sol se transforaram em óculos e fones de madeira exclusivos.

projeto, fotografias e produtos artesanais: Gabriela Saueia
filmagem e edição: Natascha Goldmann